Mulheres na luta contra a miséria e o alto custo de vida (vídeo)

Em 2018 completam-se 40 anos do histórico 27 de agosto de 1978, dia em que o Movimento Custo de Vida (MCV), em plena ditadura civil-militar, colocou mais de 20 mil pessoas em um ato público na Praça da Sé (SP) para protestar contra a política econômica defendida pelo governo. Tal política, em âmbito federal, resultou em condições de vida insustentáveis para a população. Faltavam alimentos, educação, calçamento nas ruas, água, assistência médica, moradia.Contra a miséria, em 1973, com o apoio das Comunidades Eclesiais de Base da Igreja Católica, sob a liderança do então cardeal arcebispo de São Paulo dom Paulo Evaristo Arns, foram organizados os Clubes de Mães da Zona Sul, na periferia de São Paulo, nos quais teve origem o MCV. Para celebrar a data em que mulheres simples da Zona Sul paulistana, atuando fora dos canais tradicionais de representação, foram protagonistas políticas, o Centro de Documentação e Memória da Unesp (Cedem), no dia 21/03/18 realizou um debate buscando contribuir para a compreensão da trajetória do movimento.Acesse os links dos vídeos, inscreva-se no canal, curta e compartilhe!Protagonismo feminino no Movimento do Custo de Vida – Debate Cedem/Unesp 21/03/2018 –  Parte 1/2
https://youtu.be/u8xkzkD-wdA

Protagonismo feminino no Movimento do Custo de Vida – Debate Cedem/Unesp 21/03/2018 –  Parte 2/2
https://youtu.be/3iLM7B5tQC0

Sandra Santos
Cedem/Unesp

Comissão do MCV encarregada da entrega de abaixo-assinado em Brasília em 1978 – Foto: Movimento Custo de Vida

Bài viết liên quan

Thông tin tác giả

Thêm bình luận